Cardápios que contêm símbolos com cores do semáforo levam a escolhas de pratos menos calóricos

Por Victor Proença

Estudo mostrou que cardápios que contêm símbolos com cores do semáforo representando os pratos (mais calóricos com símbolos vermelhos e menos calóricos com símbolos verdes) levam os participantes a escolher alimentos menos calóricos (menos 300 calorias) do que cardápios sem indicações de calorias. Ainda, os participantes do estudo conseguiram estimar a quantidade de calorias com mais precisão.

Resultados semelhantes também foram observados em uma pesquisa que mostrou que a representação das quantidades de carboidratos, gorduras e sódio na forma de símbolos com cores do semáforo (vermelho, amarelo e verde) nos rótulos de alimentos industrializados auxilia os consumidores a identificar alimentos mais saudáveis.

Esses dados são extremamente importantes para a população mundial, em especial para a brasileira, visto que dados do IBGE mostram que 53% dos moradores dos grandes centros urbanos declaram que ao menos um dia da semana almoçam fora de casa, ou seja, milhões de pessoas. Somado a essa estatística, outro dado ainda mais preocupante, é que aproximadamente 60% dos paulistanos que se alimentam fora de casa sofrem com problemas relacionados ao sobrepeso.

Nesse sentido, podemos concluir que pequenas mudanças nos cardápios dos restaurantes para a inserção de informações nutricionais ilustradas na forma de símbolos nutricionais são necessárias, pois os consumidores não conseguem perceber diretamente o benefício ou malefício à saúde vindo dos alimentos, da mesma forma como podem perceber o sabor ou outras características sensoriais (para saber mais sobre informações nutricionais em restaurantes, acesse http://blogcomciencia.com/2013/01/25/informacao-nutricional-em-restaurantes-um-direito-do-consumidor-um-dever-do-estabelecimento/).

REFERÊNCIAS

GORGULHO, Bartira Mendes. Comer fora de casa contribui para a obesidade, aponta pesquisa. Disponível em: <http://migre.me/d2yiE&gt;. Acesso em: 30 jan. 2012.

Hawley, K., Roberto, C. A., Bragg, M. A., Liu, P. J., Schwartz, M. B., & Brownell, K. D. (2012). The science on front-of-package food labels. Public Health Nutrition, 1–10.

LIU, Peggy J. et al. A test of different menu labeling presentations. Appetite, New Haven, p.770-777, 20 ago. 2012.

_________________________________________________________________________

Victor Proença é Biomédico, Doutor e Pós-Doutor em Fisio-Farmacologia.

É sócio fundador da empresa Suporte Ciência – Consultoria e Comunicação em Saúde, e também Professor Universitário.

_________________________________________________________________________