Por que devemos escolher os alimentos orgânicos?

Por Valéria Bordin

Olhe para seu prato, observe suas escolhas! Em um post recente aqui do Blog ComCiência, a Dra. Carolina Pimentel abordou o tema Nutrição e Sustentabilidade, nos convidando a refletir sobre como nossas escolhas alimentares podem interferir não apenas em nossa saúde e nutrição, mas também seu impacto sobre nosso planeta.

Aproveitando esse gancho, achei relevante conversarmos um pouco mais sobre os alimentos orgânicos.

selo orgânicos brasil

Quando pensamos em Orgânicos podemos associá-los simplesmente a alimentos que foram produzidos sem o uso de adubos sintéticos ou químicos. Entretanto o significado do termo orgânico vai além dessa simples substituição. O termo inicialmente proposto vem do conceito de tratar a propriedade rural como um “organismo” agrícola e sendo assim nenhuma agressão à saúde desse organismo pode ser justificada, nem mesmo que seja pela necessidade de produzir alimentos, o que já os coloca em termos de sustentabilidade, como sendo uma escolha mais consciente.

CULTIVO NATURAL

Outro ponto importante é que alimentos orgânicos podem ser vistos como alimentos de qualidade, pois são produzidos em solo com maior equilíbrio de nutrientes, não apresentam resíduos de agrotóxicos e fertilizantes sintéticos, ou de hormônios e drogas veterinárias na produção animal, tendo aqui mais alguns pontos positivos a seu favor.

Do ponto de vista nutricional, quando focamos os macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) que nos oferecem energia e são sintetizados a partir da fotossíntese, por serem afetados diretamente pela luz solar não encontramos  diferenças significativas. Em contrapartida, quando miramos os micronutrientes, o teor de antioxidantes e fitoquímicos, que está diretamente ligado à qualidade do solo, temos no orgânico um valor nutricional superior quando comparado ao da agricultura convencional.

Aliados a esses benefícios, não podemos nos esquecer do prazer que obtemos através da alimentação. E aqui temos um ponto forte, os alimentos orgânicos são certamente mais saborosos. Basta sentir a impressão que as frutas e verduras orgânicas deixam no paladar. Ao saboreá-los você consegue realmente sentir o gosto que o alimento tem e apreciá-lo integralmente.

Os orgânicos tem também melhor durabilidade, as perdas são bem menores quando comparados aos tradicionais. No sistema orgânico permite-se ampliar sensivelmente o tempo de vida de prateleira de hortigranjeiros.

PRODUÇÃO ORGÂNICA

Segundo a Dra. Elaine de Azevedo, pesquisadora dos alimentos Orgânicos, ao consumir os orgânicos você ingere menos contaminantes sintéticos; contribui para a qualidade de vida dos agricultores que produzem alimentos no meio rural; apoia um processo de transição ecológica e de proteção às futuras gerações, respeita o bem estar animal; ajuda a minimizar os impactos da agricultura convencional sobre o clima e sobre a poluição dos solos, das águas e do ar; apoia um sistema que preserva a biodiversidade do planeta, as sementes crioulas e as plantas nativas; faz da alimentação além de um ato biológico e de prazer, um ato político e ambiental.

 produção_orgânica

São vários os argumentos a favor da escolha dos orgânicos para compor sua alimentação.

Na prática, hoje nas grandes capitais, como São Paulo, temos feiras exclusivas de produtos orgânicos a preços justos, e até grandes redes de supermercado estão realizando feiras periodicamente em suas lojas, o que já facilita sua aquisição e consumo. No interior e nas pequenas cidades cooperativas de agricultores ecológicos e produtores locais também são boas formas de aquisição, além é claro do incentivo ao consumo local e a valorização dos frutos da sua região.

Assim, priorize os produtos frescos e integrais e pouco processados. Planeje suas compras, dedique um tempo para isso, que não só sua saúde agradecerá, mas a do planeta.

BANNER ORGÂNICOS

Referências

Alimentos Orgânicos: ampliando os conceitos de saúde humana, ambiental e social. Elaine de Azevedo – Editora Senac – SP 2012.

http://www.portalorganico.com.br

MELLO, J. C. Vida de prateleira da alface americana minimamente processado sob cultivo orgânico e convencional. UFSC, 2001

_______________________________________________________________________

Valéria Bordin é Nutricionista e atua na área clínica em consultório e em Programas de Valorização e Qualidade de vida na área corporativa. Ministra cursos e palestras voltados a conscientização de um padrão alimentar mais saudável.

Veja mais em http://ocomerconsciente.blogspot.com.br.

_______________________________________________________________________