Medicamentos para a asma podem aumentar a massa muscular?

Por Leandro B. Bergantin

Dentre os fatores que regulam o metabolismo de proteínas musculares, e consequentemente a massa muscular, as catecolaminas possuem papel de destaque. Apesar das ações fisiológicas das catecolaminas estarem associadas a processos catabólicos, promovendo tanto a degradação de açúcar e de gordura, estudos recentes demonstraram que as catecolaminas reduzem a proteólise muscular, logo promovem aumento da massa muscular. Vários estudos in vivo e in vitro demonstraram que as catecolaminas promovem aumento de massa muscular acentuada e também retardam a atrofia em modelos de laboratório.

asthma_exercise

Drogas que têm ação similar às catecolaminas têm sido utilizadas amplamente no tratamento de várias doenças respiratórias e cardiovasculares em humanos, como para o tratamento da asma.

 A redução da proteólise muscular induzida por essas drogas é devido à ativação do adrenoceptor β2 no músculo, produzindo assim o aumento do segundo mensageiro AMPc, o qual já mencionamos no artigo “MANTENDO SEUS MÚSCULOS SAUDÁVEIS E EM FORMA”. Esses dados confirmam a hipótese de que o aumento de AMPc intracelular é um dos mecanismos responsáveis pela prevenção da degradação proteica muscular excessiva, prevenindo assim a degradação da massa muscular.

Por fim, cabe salientar que os resultados obtidos até então foram obtidos em animais de laboratório, logo a extrapolação para seres humanos ainda carece de vários estudos clínicos. Logo, os antiasmáticos ainda não podem ser receitados para o tratamento de atrofia muscular em humanos.

Como perspectiva futura, e após comprovação de eficácia e segurança, os antiasmáticos poderiam ser uma estratégica terapêutica interessante: prevenir a atrofia muscular decorrente de desuso ou doenças associadas.

johnny_bravo_008

Referência

Medical News Article on Pharmacology – Study Results from Federal University Provide New Insights into Pharmacology – http://www.newsrx.com/health-articles/2922344.html

__________________________________________________________

Leandro é Graduado em Biomedicina, Mestre e Doutorando em Ciências pela Unifesp. Sua linha de pesquisa envolve sinalização celular mediada pelo AMPc, músculos esquelético e liso, proteólise e eletroestimulação musculares. Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/leandro-bergantin/42/192/406/

__________________________________________________________